A vida, o universo e tudo mais

Sobre o blog, ferramentas e o tempo

André F. Viana
, em 8 de junho de 2015

Sobre o blog, ferramentas e o tempo.

Criei esse blog para comentar sobre algumas ideias e contar sobre o processo do meu trabalho, mas antes de qualquer coisa, acho melhor me apresentar.

Meu nome é André L. Ferreira Viana, sou designer e desenvolvedor front end, atualmente trabalho na ClickBus. Nascido e criado em Brasília, moro em São Paulo a uns 7 anos. Trabalho a cerca de 5 anos na área da web, tendo cursado Design Digital na UAM. Entre minhas especializações acadêmicas, contam também um curso de inglês na cidade Livepool pela University of Liverpool, e um intercâmbio em AudioVisual pela UEM.

Bom, isso não me defini muito, claro. Tenho conhecimentos especifícos de outros cursos, de outras épocas, desde Serigrafia, passando por Java na Eibnet a História da Tipográfia ministrado pelo alienígena espanhol Alex Trochut no TMDG 2009. O que realmente me defini, talvez ,seria a vontade de aprender sempre e cada dia mais a web me proporciona isso.

Eu pretendo escrever o máximo que der sobre a vida, o universo e tudo mais. O foco será claro tecnologia Front-End e Design, mas isso não me impede de escrever sobre músicas, artes e sei lá, vai saber.

Tecnologias utilizadas

Pra mim faz sentido estar sempre tentando utilizar coisas novas, ainda mais nesse mundo virtual em que tudo se torna diferente em alguns messes. Ainda lembro quando começei a pesquisar e incluir novas tecnologias em meu processo diário de trabalho a uns 5 anos atrás. Ná epóca as pessoas estavam começando a falar sobre tableless e sei lá microformats. Hoje esse bagulho está tão louco e misturado que, talvez alguem que não tenha vivenciado essa evolução dos últimos 5 anos não consiga entender se é design ou código. Bom com base nisso, gosto sempre de coisas novas, neste projeto utilizo:

O fim do começo

Bom, basicamente, essas são cada uma das tecnologias empregadas e os motivos de ter escolhido. Acredito que está lista ou idéias possam vir a mudar a qualquer instante, até porque nunca se sabe quando o acontecimento em um universo paralelo pode vim a alterar nossa concepção de realidade, sem ao menos desconfiarmos de que algo diferente aconteceu. Vai saber. Se isso vir a acontecer, espero me lembrar do número 42.

Obrigado!